Subgêneros e Gêneros

4. SUBGÊNEROS

4.1. Para a MOSTRA COMPETITIVA serão considerados os seguintes subgêneros:

Solo Feminino
Solo Masculino
Pas de Deux
Duo
Trio
Conjunto (de 04 a 20  bailarinos)

4.2. Conjuntos com mais de 20 bailarinos poderão se inscrever no ENCAD ONLINE

4.3. Para a Mostra não Competitiva serão aceitas somente inscrições para o subgênero Conjunto


5. GÊNEROS

É de responsabilidade dos participantes respeitar e/ou arcar com qualquer despesa de direitos autorais, independente do gênero do trabalho apresentado.

5.1. BALLET CLÁSSICO DE REPERTÓRIO
Somente poderão ser apresentadas coreografias das obras com versões originais e com direitos de autor liberados.
Confira AQUI a lista completa

CONJUNTO (Corpo de Baile)
Os participantes poderão escolher livremente dentre os ballets de repertório, sendo responsabilidade deles respeitar e arcar com qualquer despesa de direitos de autor. Tempo máximo de 12 minutos.

5.2. BALLET CLÁSSICO
Coreografias autorais (criadas pelas escolas, professores e seus coreógrafos) utilizando técnica do balé clássico, com ou sem uso de pontas, que possa ou não apresentar influências ou fusões com outros gêneros.

5.3. DANÇA CONTEMPORÂNEA
Coreografias autorais (criados pelas escolas, professores e seus coreógrafos) que adotem os conceitos da pós-modernidade e trabalhando com pesquisa de movimentos, incluindo a Dança-Teatro. Podem ser inscritos neste gênero, trabalhos autorais de Dança Moderna (exemplos de técnicas: Graham, Cunningham, Limón).

5.4. DANÇAS URBANAS
Coreografias autorais (criados pelas escolas, professores e seus coreógrafos) que sigam as diferentes linhas e estilos do gênero como hip hop, freestyle, popping, locking, break e outros.

5.5. DANÇAS POPULARES
Flamenco, Danças Étnicas, Danças Folclóricas representativas de todos os países e sapateio folclórico. Folclore de imigração e de projeção. Inclui também Danças à Caráter que não pertençam aos Balés de Repertório do Ballet Clássico.

5.6. SAPATEADO
Coreografias autorais (criadas pelas escolas, professores e seus coreógrafos) de todos os sapateados (exemplos: americano, irlandês, tap brasileiro) exceto dos incluídos nas Danças Populares.

5.7. JAZZ
Coreografias autorais (criadas pelas escolas, professores e seus coreógrafos) de todas as linhas do gênero (exemplos: lyrical, modern, broadway, etc).

5.8. ESTILO LIVRE
Coreografias autorais (criadas pelas escolas, professores e seus coreógrafos) que não se enquadram em outros gêneros.

IMPORTANTE

Direitos autorais: em todas as categorias e gêneros
É de responsabilidade dos participantes comprovar direitos de autor e arcar com as despesas geradas pela utilização de trabalhos com direitos de autor.

O inscrito é o único responsável legal pela liberação de direitos do trabalho coreográfico;

Não serão aceitos trabalhos das grandes companhias tais como dos coreógrafos Balanchine, Fokine, Kyllian, Forsythe, ou de outros coréografos do final do século passado ou deste século que detém o direito de remontagem de suas obras.